4 de out de 2013

Momento Didático: Você sabe a diferença entre Audiobook, Talkbook e Audiodrama? (Parte 2 - Audiobook)

O Super Leitura dá continuidade a sua série de postagens especiais sobre esse ramo da produção fonográfica que está intrínseco a cultura literária. Após fazermos uma simples introdução a respeito das ideias presentes nesses formatos de transmissão das narrativas, sejam elas ficcionais ou não-ficcionais, vamos seguir tratando a respeito dos audiobooks.

O audiobook (que traduzido tem o significado de livro em áudio) é um dos mecanismos de produção editorial que mais se destacam no mundo. No entanto no Brasil ainda são muito requisitados (mas vamos devagar).

Disponíveis em CDs, fitas magnéticas K-7 e mais frequentemente nos formatos digitais (MP3, OGG, WMA etc.) essas ferramentas constam de uma forma de se representar os textos literários em áudio a fim de atingir um público que não tem a disponibilidade para a leitura, digamos convencional.

O Audiobook consiste da leitura interpretada de um livro. Essa interpretação permite que sejam trabalhadas elementos sonoros que "enfeitam" a leitura tornando-a mais leve e em nada enfadonha. O uso de um cast (elenco) de vozes para identificar personagens torna-se um dos elementos atraentes para esse "tipo de leitura". O narrador é uma figura essencial para o audiobook, mas não é o único a contar a história. Além das vozes é permitido o uso dos efeitos sonoros como forma de retratar partes das narrativas e aumentar a carga dramática. Criar os efeitos de cenários, tensão e demais momentos presentes na história.

Nos dias atuais os Estados Unidos é um dos países que mais utiliza dos audiobooks como forma de consumo da literatura. Já ultrapassou 50 mil obras disponíveis no formato. Em  nosso país ainda são pouquíssimas as editoras que utilizam desse recurso para a divulgação das obras, sejam nacionais ou não. O mercado de e-book é mais abrangente do que o de audiobook devido as constantes alterações no cenário fonográfico brasileiro.

De fato a principal característica do audiobook é essa "metamorfose" na forma de se "ler". As outras formas de conteúdo literário fonográfico (Talkbook e Audiodrama) não se adequam ao audiobook, pois o mesmo é uma leitura interativa das obras produzidas no mundo.

Na próxima postagem falaremos de Talkbook. Até a próxima!!!